Ana Ivanovic

Ana Ivanovic

Ana Ivanovic nasceu no 6 de novembro de 1987 em Belgrado, antiga Iugoslávia (atual Sérvia). Com apenas 15 anos, a sérvia se profissionalizou e deu início a uma carreira notável.

Começo promissor

Em 2004, Ana Ivanovic chamou a atenção do mundo ao ser derrotada por Venus Williams em dois tie-breaks de tirar o fôlego. Logo no ano seguinte, a sérvia venceu seu primeiro torneio, em Camberra, na Austrália. Naquela temporada, Ivanovic conseguiria derrotar algumas top 10 e terminar o circuito na 16ª colocação.

Em 2006, Ana levou para casa seu primeiro Tier I, no Canadá, após derrotar Martina Hingis na final por 6-2 e 6-3. Apesar de ter feito uma temporada melhor, ela não conseguiu dar o grande passo que queria na carreira e terminou o ano na 14ª posição.

Auge da carreira, Roland Garros e topo do mundo

Ana Ivanovic começou 2007 brigando por títulos. E o primeiro veio no saibro alemão do Tier I de Berlim. Naquele ano, Ivanovic alcançou pela primeira vez na carreira a final de um Grand Slam. Em Roland Garros, ela passou por Kuznetsova e Sharapova antes de sofrer uma derrota acachapante na decisão para Justine Henin. Ela ainda seria campeã em Los Angeles e Luxemburgo, terminando a temporada na quarta posição.

Em 2008, Ivanovic começou forte e alcançou a final no Australian Open após passar por Venus Williams e Daniela Hantuchova. Porém, na grande final, não foi páreo para Maria Sharapova e ficou com o vice-campeonato após perder por 7-5 e 6-3. Mesmo com a derrota, Ana subiu à segunda colocação no ranking pela primeira vez.

Perder a final não desestabilizou a sérvia, que venceu o Tier I de Indian Wells antes de chegar ao seu maior momento na carreira. Em Roland Garros, Ana Ivanovic superou a russa Dinara Safina por 6-4 e 6-3 e levantou seu primeiro e único Grand Slam. O resultado fez com que ela subisse à primeira colocação do ranking.

Queda de rendimento e saída dos holofotes

Depois de 2008, Ana Ivanovic nunca mais conseguiu repetir os grandes resultados. Chegou a sair do top 20 algumas vezes e ganhou apenas títulos de menor expressão. Ela ainda alcançou a quinta posição em 2014 e disputou as semifinais de Roland Garros no ano seguinte, mas parou em Lucie Safarova. Em 2016, chegou a sair do top 50, mas continuou na lista das tenistas mais populares, graças a seu talento e sua carisma.